31 de mar de 2010

Sugestões para uma grande Páscoa!


Que tal aproveitar esse momento para "matar" os nossos defeitos e ressuscitar as nossas virtudes do íntimo dos nossos corações?



Que a Páscoa seja...

Ressurreição do sorriso e da alegria de viver!

Ressurreição do amor e da amizade!

Ressurreição da vontade de ser feliz, dos sonhos, das lembranças!

Ressureição de uma verdade que deverá está acima dos ovos de chocolate.

Porque, vivenciar a Páscoa é dizer sim ao amor e a vida!

É investir na fraternidade,

É vivenciar a solidariedade!

É acima de tudo, lutar por um mundo melhor!



Happy Easter!

Feliz Páscoa!




Prof@s:
Adilza Cristina, Anna Koscina, Danielle Navarro, Laércio Silva e Oswaldyrene Almeida

29 de mar de 2010

Março de 2010: Um ano, um marco!


Por: Nena Marinho


Em um ano que se faz uma reflexão de cem anos de luta de um coletivo de mulheres que não abriram mão de seus ideais e morreram e de outras lutas importantes na questão de luta pela garantia de direitos, o PROJOVEM URBANO em Belo Jardim com seus/suas educador@s, alunas e alunos se propuseram a promover um debate sobre gênero com todo os cuidados necessários que garantiram uma participação efetiva de quem lá chegou, desde @s alun@s, as debatedoras, com a presença de mulheres com uma história de militância como Louise Caroline, Secretaria da mulher da cidade de Caruaru que inicia fazendo uma provocação a tod@s nós do que é política, e perguntando, "quem gosta de política?" E faz memória das conquistas feitas a partir dessa luta e participação polótica de muitas mulheres e hmens que assumiram o papel de cidadãs/ãos e de como a participação reflete em nossa vida e de forma muito direta. Foi muito bom! O fato de ter tido uma oportnidade de falar sobre minha experiência, de como é importante participar de espaços como esse e de falar como me ajudou a ater uma posição de enfrentamento aos preconceitos em relação a minha militância e de ser mulher, e mulher negra. Eu acredito muito que o poder popular de fato acontece, e que quando tod@s nós, a partir da juventude formamos novo@s líderes com as experiências vividas ao longo da história. Acredito qe podemos chegar a qualquer lugar que queremos, mas é preciso que ltemos para garantirmos que esse lugar seja para todos e todas independente d ser mulher ou homem ou de classe social. Precisamos sim ter muito mais espaços como esse de debate e de formação, e com isso garantir que na história da nossa cidade a partir dessa juventude seja construída uma outra história onde caiba todos e todas. "Eu credito que o mndo será melhor quando o menor que padece acreditar no meno... (frase de um canto de luta). Agradeço muito a oportnidade por ter participado dessa atividade do Projovem Urbano.



Membro do Conselho de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente; Edcadora Popular: Escola de Fé e Pólítica da CNBB. Membro do Grupo Mulher Ação (década de 90)

24 de mar de 2010

Marcas de Batom e de Cidadania no PJU - BJ


Por: Claudiane Alves


Na última sexta-feira, as mulheres belojardinenses puderam em mais um momento histórico deixar a sua “marca de batom”. Esse tema, inspirado no artigo de Frei Betto, deu vida à pesquisa das alunas e alunos do pro jovem urbano, sob a orientação da professora e militante dos movimentos sociais, Adilza Cristina. O momento foi de suma importância na condução dos nossos jovens ao pleno exercício da cidadania, que se faz com participação política, no sentido de efetiva influência nas decisões, inquietação com as injustiças e busca de uma igualdade de fato. Tivemos a oportunidade de debater e ouvir considerações interessantíssimas, o que fortalece o nosso propósito de caminhar na luta.

As intervenções do alunado e do corpo docente do programa, além das palavras de Louise, Secretária da Mulher de Caruaru, de Luciene, nossa Secretária da Mulher (e que orgulho dizer que Belo Jardim tem uma secretaria da mulher!), de Nena e de Dona Dulce Ramos mostraram que Belo Jardim é terreno fértil para produzirmos trabalhos de qualidade e que façam a diferença na vida de nosso povo, pois a submissão, seja ela em que esfera for, só empobrece as relações humanas, ditas em processo evolutivo.

Acredito muito na capacidade de mobilização dos jovens que “pensam” e agem com determinação, tanto no âmbito da sociedade, quanto na vida de cada um. Coloquem objetivos em suas caminhadas e por eles façam algo todos os dias; a cada momento ficarão mais perto da vitória, que depende de cada um de vocês. Agradeço pelo convite e fico sempre a disposição para participar. Naquele dia, usando uma frase que eu vi em algum lugar, levei um pouco de vocês e deixei também um pouco de mim. Parabéns pelo projeto, que muito mais que lindo e emocionante, resgata a trajetória das questões de gênero em nossa cidade.


Vereadora em Belo Jardim - Presidenta da UVP/Mulher.

23 de mar de 2010

Reconhecendo o valor das fontes orais da história!


A Turma B do Núcleo II, sob a orientação da Prof. Adilza Cristina, desenvolveu pesquisa para produção de Linha do Tempo, demarcando as lutas pelo direito de votar e ser votada/ pelo direito de frequentar a escola/ e pela qualidade de vida no Trabalho. Foi desenvolvido também, pesquisa/entrevistas de opinião sobre o Slogan da organização feminina: "Lugar de Mulher é na Política"


Um outro trabalho de pesquisa também está sendo orientado pela professora, o qual, em parceria com a Secretaria da Mulher e apoio da UVP/Mulher, será publicado e lançado no máximo até a primeira quinzena de maio. Trata-se de pesquisa sobre a história do Grupo Mulher Ação existente em nossa cidade na década de 90.

Um grupo de alunas faz parte do trabalho:Elaine e Conceição/turma A, Rafela e Cristiane/turma B; Fernanda Wedja/turma C, Josefa e Lisiane/Turma D e Ana Paula e Gleuciany/Turma E.

As professoras: Anna Koscina e Oswaldyrene trabalham nesse projeto na parte de produção/organização e a profª. Danielle Navarro, fará a revisão de texto.


É o Núcleo II em Ação!



preparando o resultado das pesquisas para exposição!

Apresentação Cultural - Um show!


Os alunos: Edenildo da turma B e Josemilson da turma D - Núcleo II, foram os responsáveis pelo encerramento cultural do evento: Encenaram uma peça cômica.



@s noss@s convidad@s ficaram encantad@s com a desenvoltura desses alunos!



E no final da apresentação, foram aplaudidos de pé, como mereciam!




parabéns! vocês foram brilhantes!


Comemoraçõs do 08 de Março no PJU!

Nas arquibancadas, alun@s do Núcleo II
Foto de Anna Koscina

A profª Adilza, com a Secretária Especial da Mulher - Luciene Gomes e a Educadora Popular - Nena Marinho.
Foto: Laércio Silva




Parte da platéia formada por alun@s do PJU - Núcleos I e II - Ceebeja.
foto/ Laércio Silva

Mais alun@s nas arquibancadas!
Foto/Laércio Silva


Olha só a concentração de Marcello - Turma E

22 de mar de 2010

Exposição!


A orientação d@s professor@s: Láercio Silva (Matemática - Núcleo I), Tereza Cristina e Anna Koscina ( Ciências da Natureza) com as turmas D e E, núcleo I e II respectivamente, foi para o campo da Saúde ( doenças/precauções...), a turma D distribuiu o laço vermelho da campanha de combate a AIDS e camisinhas, entre as mulheres.



Exposição!


As Professoras: Keylla Souza e Oswaldyrene Almeida, (Inglês) trabalharam com as turmas D e E, núcleo I e II respectivamente, a tradução de textos - Poemas, músicas e fizeram uma homenagem as mulheres com a música Our Pretty Women.


Dulce Ramos recebe homenagem do Projovem Urbano!


A Turma A sob a orientação da professora Danielle Navarro - Português/ Núcleo II, fez uma pesquisa sobre a vida da Profª Dulce Ramos. Além de uma pequena biografia da professora, @s alun@s produziram vários tipos de textos: Poemas, acrósticos, recados ...


Na foto Dulce parabeniza o aluno Edenildo da turma B pela apresentação cultural



No dia 19 - dia da exposição dos trabalhos, a Profª Dulce esteve presente para receber as homenagens. Elaine Tenório, aluna da turma, representou @s colegas na hora da homenagem.



A professora Dulce Ramos disse ter ficado maravilhada com a qualidade dos trabalhos apresentados por tod@s @s alunos. Com a organização do evento, e ainda com o resultado do mini curso do Arco Ocupacional - recepcionista de Eventos.


Na sua fala citou o grande compositor brasileiro Gonzaguinha dizendo: "Gonzaguinha um dia escreveu - Viver e não ter vergonha de ser feliz! E eu, usando a frase dele, digo a vocês, a escola só valerá a pena se vocês aprenderem : Viver e não ter vergonha de fazer os outros felizes, pois é pra isso que serve a educação, pra gente interagir com a sociedade".


O Diretor de Cultura da PMBJ Flávio Passos veio ao evento acompanhando a professora Dulce Ramos!

Comemorando o 08 de Março!


a 2ª etapa do Projeto Didático :
Belo Jardim: pelas trilhas da história, marcas de batom!
O Grupo Mulher Ação e outras tantas mulheres.

Aconteceu dia 19/03 na Quadra da Escola Ceebeja, com a palestra da Secretária Especial da Mulher da cidade de Caruaru, Louise Caroline.

Esta foi mais uma atividade que dará subsidios aos estudantes do PJU Belo Jardim para a 3ª fase do Projeto: a disputa num concurso literário!


Participaram da mesa e do debate, a Secretária da Mulher de Belo Jardim, Luciene Gomes, a presidenta da UVP/Mulher vereadora Claudiane Alves, e a educadora popular Nena Marinho!

O sucesso foi total, mesmo a quadra tendo sido iluminada apenas com os refletores do Prof. Laércio.


"Somos todos iguais
Braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas...
... Quem sabe faz a hora não espera acontecer"
(Geraldo Vandré - Para não dizer que não falei das flores)

20 de mar de 2010

Maria ficando mais velha kkkk!


A turma B comemorou ontem o aniversário de Maria, muito bolo, refrigerante e muita alegria!

A minha satisfação é que ela está entrando no meu clube kkkkkkkkkkk o clubre das jovens há mais tempo!

Muitas felicidades sempre, e que todos os dias da sua vida sejam marcados por muitas vitórias.

Arco Ocupacional

Uma semana de experiências êxitosas!

Alun@s dos núcleos I e II que funciona no Ceebeja, participaram do Mini curso - "Recepcionista de Eventos" com a duração de dez horas, entre teoria e prática, ministrado pela turismóloga Kelma Godoy que é responsável pela disciplina de Qualificação Profissional do Projovem Urbano. O projeto se encaixa no Arco Ocupacional de Turismo e Hospitalidade que o Programa oferece.



Toda a teoria foi colocada em prática, ontem no evento que fechou a 2ª etapa do Projeto Didático:

Belo Jardim: Pelas trilhas da história, marcas de batom! O Grupo Mulher Ação e outras tantas mulheres.


Quem veio prestigiar o evento, ficou encantad@ com o desempenho d@s alun@s!



A profª Kelma pode contar com o apoio direto da Profª Andreza Campelo - Núcleo I , da profª Oswaldyrene Almeida - Núcleo II e da nossa Assistente Social Jaci Santos.


Parabéns!



OBS: a partir de senguda-feira, depoimentos d@s alun@s à respeito dessa experiência!


17 de mar de 2010

Palestra!


Dia 19/03, daremos início a 2ª etapa do Projeto:
Belo Jardim: Nas trilhas da história, marcas de batom!
O Grupo Mulher Ação e outras tantas mulheres.

A secretária da Mulher da cidade de Caruaru, a jovem Louise Caroline, comandará o debate sobre: Cidadania, gênero e Juventude!



Na ocasião, farão parte da mesa, a Profª Luciene Gomes, Secretária da Mulher em Belo Jardim, a Vereadora Claudiane Alves - Presidenta da UVP/Mulher e Nena Marinho - CONDICA/Movimentos Sociais/Grupo Mulher Ação.



No espaço onde acontecerá a palestra (Quadra da escola/Ceebeja), haverá exposição de trabalhos d@s alun@s dos núcleos I e II






Projeto Didático: 08 de março


Belo Jardim:
Nas trilhas da história, as marcas de batom!
O Grupo Mulher Ação e outras tantas mulheres



Objetivo Geral:
Compreender e valorizar o papel desempenhado pelas mulheres ao longo da história, na construção de uma sociedade justa e fraterna.


Objetivos Específicos:

01. Reconhecer a importância de fontes orais para o registro histórico;

02. Reconhecer e valorizar a organização social como caminho que enriquece a qualidade de vida das pessoas;

03. Valorizar o trabalho feminino;

04. Identifcar os meios de apoio para solucionar os problemas que afetam as mulheres;

05. Entender o preconceito como atraso de vida;

06. Entender que a única diferença entre homens e mulheres é a diferença biológica, portanto ela é natural, todo o resto é uma construção cultural.

Desenvolvimento:

O projeto será dividido em três etapas: a primeira, será desenvolvida via aulas expsitivas, seguidas de debates e opinião, exibição de filmes e documentários, norteando @s estdantes para realização de pesquisas sobre o tema na biblioteca pública, jornais, revistas, internet, livros etc. Neste trabalho, se fará um recorte para a história da organização de mulheres em Belo Jardim, neste caso as fontes orais serão a nossa referência. A segunda etapa, será de palestras sobre a temática, no dia 19/03, e, a terceira etapa, será a realização de concurso literário, com a sua culminância em maio de 2010.

A interdisciplinaridade:

Portugês: Produções de vários gêneros textuais; Matemática: contrução de gráficos para leitura de vários temas: Trabalho, profissão, política partidária; Ciências da Natureza; Doênças/Saúde da mulher, violência doméstica e as suas consequências físicas e psiquicas; Ciências Humanas: Linha do Tempo - lutas/conquistas das mulheres no mundo, pesquisas de campo sobre a organização das mulheres na cidade; Inglês: tradução de textos literários (poemas,música...); Qualificação Profissional: As mulheres e o trabalho; Participação Cidadã; Pactos e tratados internacionais que confirmam/afirmam e reconhecem a história de luta das mulheres; Lei Maria da penha.

aniversário!


A sintonia da disciplina de Inglês no PJU é forte, até as professoras são do mesmo signo do zodiáco!




Hoje é o dia da Profª Keylla entrar para o Clube das "Jovens há mais tempo"


Parabéns!

Muitas felicidades hoje e sempre!

15 de mar de 2010

Avaliação: Eu e o PJU!


"Eu estava morando em Sanharó, quando em uma vinda minha para Belo Jardim encontrei Lucineide (amiga de sala) que me falou sobre o programa, eu de imediato me interessei pela oportunidade de continuar os estudos, e quem sabe conseguir um emprego qualificado no fim do curso. Nas primeiras semanas de aula todas as minhas esperanças num futuro melhor voltaram e o Projovem está me fazendo ver a vida de um outro ângulo. Se depender de mim vou longe e me empenharei o bastante para conseguir os meus objetivos.

No início foi um pouco difícil, pois entrei depois que as aulas já tinam começado, no entanto eu tive a oportunidade de escolher a turma, e como eu já conhecia Lucineide, escolhi a turma B do Núcleo II. O processo de fazer amizades foi um pouco lento, primeiro porque já havia um maior entendimento entre eles e segundo porque sou evangélica.

Já com os professores o processo foi mais fácil, lembro-me muito bem como a professora Adilza tinha uma facilidade de decorar o nome de cada um, ela chama todos pelo nome, e a professora Danielle chama você por um apelido e te trata como como se te conhecesse há muito tempo. Hoje graças a Deus, eu tenho uma amizade muito boa com todos da sala e entre eles tem os mais íntimos, aqueles, que eu farei tudo pra cultivar a amizade mesmo depois do curso. Entre os professores também existe os que eu gosto mais, são os que eu tenho mais liberdade pra conversar e expressar o que eu quero e que são os que eu mais amo e me empenharei para que nunca acabe esse laço de amizade, que são: Adilza, Jaci e Humberto.

Eu gosto de todos os componentes do curso, mas eu busco me aprofundar mais nas matéria de: Participação Cidadã, porque eu irei fazer algo com a minha comunidade e pela minha comunidade; Qualificação Profissional, porque é o componente que vai me ajudar para enfrentar o mercado de trabalho. Já a Matemática eu não gosto.

A Participação Cidadã, mudou muitas coisas na minha maneira de viver e interagir em muitas situações na vida social. Me ensinou a trabalhar em grupo, ensina o valor do companheirismo e acima de tudo, que a agente sempre aprende com o outro.

O meu desenvolvimento na Qualificação Profissional vem evoluindo a cada aula, isso acontece por dois motivos, primeiro porque eu busco me dedicar, e segundo pela dedicação do professor em instruir os alunos, e eu sou muito grata a ele por não medir esforços em nos ajudar a compreender cada assunto. Não posso dizer qual o assunto foi melhor, todos se tornaram interessantes pois a forma de ensinar é muito boa. Pretendo continuar os meus estudos, e quanto a minha vida profissional as portas que surgirem eu entrarei por elas, pretendo fazer concurso público para área de saúde, IBGE etc. Mas o meu maior objetivo é levantar algum dinheiro com o primeiro emprego e depois ser autônoma.

E ainda sobre a participação cidadã, estou ficando cada dia mais segura dos meus direitos e quando eu botar a mão na massa, o que eu puder fazer pela minha comunidade eu farei, eu jamais deixarei de exercer o que aprendi sobre direitos com as professoras Jaci e Adilza. A minha comunidade com certeza vai poder contar comigo.

Eu posso dizer a todos os jovens que é muito importante não desistir dos sonhos, não vale a pena trocar os estudos por bebida, drogas, vícios ou curtição, na vida tudo passa, os vícios, o primeiro namorado... mas a nossa moral, nossos valores e nossa formação, isso sim não passa. Eu também tinha desistido de estudar e dos meus sonhos, mas apareceu essa oportunidade. E do jeito que surgiu pra mim pode também surgir para você, e se essa oportunidade vier acompanhado com uma professora Adilza, assim como veio pra mim, agarre com unhas e dentes, pois se nós os jovens não buscarmos conhecimento, quem correrá atrás dos direitos das nossas crianças?

O futuro depende de mim e de você, mas depende mais ainda de NÓS juntos e firmes."

Rafaela Araújo
Turma B - Núcleo II

Auto avaliação !


Antes de começar as aulas do Projovem as minhas expectativas eram muito grandes. Eu ficava pensando: será que vai ser fácil ou difícil? Será que vai ser bom ou ruim? Mas quando começou eu vi que era mais ou menos daquilo que e pensava.

Gosto de quase todas as matérias, inclusive passei a gostar de Inglês que era uma matéria que eu não conseguia aprender nada, hoje eu fico surpreendida com o meu avanço em Inglês, e isso só está acontecendo porque a professora Oswaldyrene ensina muito bem.

Os meus colegas de classe são quase como irmãos, a minha relação com eles é muito boa, gosto de todos e não faço questão de fazer trabalhos com qualquer um deles. Isso também acontece com os meus professores, gosto de todos e me dou muito em com eles.

A matéria de Participação Cidadã está me ensinando muita coisa, depois que eu comecei a estudar essa matéria estou entendendo mais sobre os meus direitos sociais e quero aprender muito mais porque quero garantir os meus direitos e os direitos de todos.

A matéria de Qualificação Profissional está me ajudando e me preparando para um emprego, quando eu for trabalhar com certeza eu vou estar preparada para enfrentar o trabalho sem medo.

Tudo que eu estou vendo e aprendendo no Projovem Urbano está sendo muito bom, o meu desejo é que todos os jovens que estão sem estudar possa buscar terminar seus estudos porque vão sair ganhando, vão garantir um futuro melhor para eles e para seus filhos. Estudar está sendo muito bom.

Maria Juliete da Silva
Turma B - Núcleo II


Ficando mais velha!!!!!!!!!!!!!!!!



Parabéns Profª Oswaldyrene, e seja bem vinda ao clube das "Jovens há mais tempo"!
Hoje e sempre, muitas felicidades.

8 de mar de 2010

Uma mensagem ao Dia Internacional da Mulher!


"Você que é mulher, sinta orgulho de ser homenageada, a mulher pra mim é o tesouro mais precioso do mundo apesar de tudo que nós homens fazemos com vocês nós nunca chegaremos a altura de vocês, por que? Porque vocês são o futuro bom da nação brasileira. Eu acho que nós homens deveriamos agradecer a Deus por ter uma de vocês ao nosso lado. Mesmo com todas as dificuldades que nós passamos, Deus nos ajuda em todas as dificuldades que nós passamos. Tenho o maior orgulho de está escrevendo estas humildes frases para todas as mulheres do Brasil e as que estão aqui. Apesar de que eu tenho uma filha e uma mulher que eu amo muito. Desejo que Deus ilumine o caminho de todas as mulheres porque só o amor que eu sinto pela minha mulher e a minha filha e o suficiente para desejar a todas felicidades do mundo inteiro. Amo todas as mulheres do mundo."

José Augusto Turma A - Núcleo I - Ceebeja

texto produzido espontâneamente pelo aluno no dia 08 de março

7 de mar de 2010

Mulheres do Projovem Urbano!


Mulher
Ilsa da Luz Barbosa



Você que busca no dia a dia sua
independência, sua liberdade, sua
identidade própria;


Você que luta profissional e
emocionalmente, para ser
valorizada e compreendida;


Você que a cada momento tenta ser a
companheira, a amiga, a "rainha do lar";


Você que batalha incansavelmente por seus
próprios direitos e também por um mundo
mais justo e por uma sociedade sem
violências;


Você que resiste aos sarcasmos daqueles
que a chamam de, pejorativamente, de
feminista liberal e que já ocupa um
espaço na fábrica, na escola, na
empresa e na política;


Você, eu, nós que temos a capacidade de
gerar outro ser, temos também o dever de
gerar alternativas para que a nossa Ação
criadora, realmente ajude outras
mulheres a conquistarem
a liberdade de Ser...




6 de mar de 2010

Dia Internacional da Mulher!



As mulheres do Século XVIII eram submetidas à um sistema desumano de trabalho, com jornadas de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças sexuais. O Dia Internacional da Mulher, 8 de março, está intimamente ligado aos movimentos feministas que buscavam mais dignidade para as mulheres e sociedades mais justas e igualitárias. É a partir da Revolução Industrial, em 1789, que estas reivindicações tomam maior vulto com a exigência de melhores condições de trabalho, acesso à cultura e igualdade entre os sexos. As operárias desta época eram submetidas à um sistema desumano de trabalho, com jornadas de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças sexuais. Dentro deste contexto, 129 tecelãs da fábrica de tecidos Cotton, de Nova Iorque, decidiram paralisar seus trabalhos, reivindicando o direito à jornada de 10 horas. Era 8 de março de 1857, data da primeira greve norte-americana conduzida somente por mulheres. A polícia reprimiu violentamente a manifestação fazendo com que as operárias refugiassem-se dentro da fábrica. Os donos da empresa, junto com os policiais, trancaram-nas no local e atearam fogo, matando carbonizadas todas as tecelãs. Em 1910, durante a II Conferência Internacional de Mulheres, realizada na Dinamarca, foi proposto que o dia 8 de março fosse declarado Dia Internacional da Mulher em homenagem às operárias de Nova Iorque. A partir de então esta data começou a ser comemorada no mundo inteiro como homenagem as mulheres.